Uma tarde com Ratinho e Wagner Montes

ratinho_wm

Ratinho, Nelson Hoineff e Wagner Montes: papo cabeça-intelectual

Sábado passado, sol infernal, seleção jogando contra a Inglaterra. Lá fui eu para Ipanema. Praia? Nada disso. O destino era o Oi Futuro, onde nada menos que Wagner Montes e Ratinho discorreriam sobre audiência nas tardes televisivas. Menos da metade dos 80 lugares do auditório estava ocupada. Falta de divulgação, comentou um fotógrafo. Talvez se fosse num dia de semana, no Oi Futuro do Flamengo, a coisa seria diferente. Uma hora antes, dois estudantes de comunicação contratados pelo Festival Internacional de Televisão tentavam atrair quem passava na calçada em frente ao centro cultural.

ratinho

Ratinho quis tirar uma foto comigo e com o patrão

Para quem tinha coisa melhor para fazer naquela hora, aqui vão os melhores momentos do debate:

Ratinho mandou de primeira: “A TV veio para substituir o circo, com suas comédias e tragédias. É isso que eu tento fazer”. O roedor culpou a imprensa por seu programa ter perdido patrocinadores, o que o deixou um longo tempo na geladeira. E encheu a boca para dizer o que pensa das críticas:

“Eu fico puto, viro uma onça!!!”

Nessa hora, um casal que havia sido convencido a ir na palestra por um dos estudantes de comunicação se levantou e foi embora.

Os dois iniciaram um profundo e edificante debate sobre a Geisy da Uniban.

“O vestido dela não tava tão curto”, iniciou WM.

“Nããão! Só mostrava o útero…”, contestou Ratinho.

“Mas ela era boa mesmo!”, concluiu brilhantemente WM.

Um velhinho brizolista bradava na última fila a favor de WM e se exaltou quando o câmera o filmou: “Você tá me filmando por quê? É araponga do PT?”. Bizarro era pouco.

sscarecaRatinho explicou a lenda do Silvio Santos careca: “Ele se deixou fotografar com uma peruca de palhaço para a revista de um amigo que estava falindo. Ele não é careca!”. E expôs sua opinião sobre o Ibope: “O cara que inventou isso é um filho da puta. Quanto sofrimento!”. Massa diz que passa os domingos assistindo a televisão. Já WM é mais romântico…

“Passo a maior parte do domingo cruzando”.

Ratinho também opinou sobre os programas de humor: “Minha mãe entende Pânico, mas não entende o CQC, que é muito elevado”.

Pensei em fazer várias perguntas, mas acabei caindo na política. Quis saber se WM seria candidato ao governo do Rio:

“Se o PDT me bancar, sim! E aí se eu me candidatar, eu ganho a eleição!”, ameaçou.

O partido bancar, segundo WM, significa não ser obrigado a aceitar concessões como cargos ou fornecedores de material, por exemplo. O combate à violência está na ponta da língua: “Contra a bandidagem, tiro porrada e bomba!”

Sem elevador, o perneta Wagner Montes foi obrigado a descer e subir o equivalente a três andares de escada. Confira no vídeo a satisfação dele.

Anúncios

9 ideias sobre “Uma tarde com Ratinho e Wagner Montes

    1. vela

      Mestre, mta honra ter o seu comentário e o seu elogio neste humilde espaço. Falei em 80 lugares pq a moça do Oi Futuro disse q seriam 80 senhas. Em algum momento entarei em contato contigo a respeito de grotescos e quetais. abs

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s