A imunização na Bienal

Domingo termina mais uma sensacional Bienal do Livro. Até lá, milhares de pessoas ávidas por cultura vão superar a falta de transporte público para chegar ao Riocentro, em Jacarepaguá, pedaço do bairro que as imobiliárias insistem em chamar de Barra da Tijuca em prol da valorização de seus condomínios para subemergentes.

Ainda bem que pra quem vai de carro há um mega estacionamento, não importa se desprovido de sinalização e ao custo de 12 reais, mesmo preço da entrada.  Lá dentro, nada como circular em meio a uma multidão de crianças super tranquilas tendo contato com livros de 3 reais, e perceber que naquele momento mágico estão sendo formados futuros leitores e cabeças pensantes do Brasil.

Imagem124

Igualmente comovente é a fila no caixa do stand da Saraiva, cujos preços são os mesmos das livrarias. Também é de se louvar o esforço dos microminieditores, que comprometem todo o orçamento do ano ocupando minúsculos espaços nas beiradas da feira e são solenemente ignorados pelo público.

É sempre intenso esbarrar com as celebridades das letras. Como a Xuxa, por exemplo. Quando soube que ela estava na Bienal, fui atrás de um autógrafo.  Como ela nunca escreveu um livro comprei um, baratinho, e acabei dando de presente pra Sacha.

Este ano há um espaço para crianças chamado Floresta dos Livros. Sugiro que na próxima Bienal seja montada a “Floresta Devastada dos Livros”, onde o público tomaria conhecimento da quantidade de árvores derrubadas para fomentar a magnífica produção literária do país. O espaço teria o patrocínio do e-book.

Pois bem, diante de tantas publicações, pincei os melhores lançamentos da Bienal para você, leitor amigo. Boa leitura!

Imagem117Disparada a grande biografia da Bienal. O Homem “da rosca” conta a história do cearense Erisvaldo Correia dos Santos, que 55 anos depois do suicídio de Getúlio Vargas recolocou o Catete no noticiário nacional vendendo roscas pelas ruas do decadente bairro carioca. Angariou fama berrando bordões e trocadilhos sensíveis como: “Quem quer comer a minha rosca???” e “Minha rosca tá pegando fogo!!!”. Eu já caí de boca e aprovei. Jô Soares e Ana Maria Braga também.

Imagem123

Universo em Desencanto – Uh, uh, uh, que beleza! Sim, meus caros, a seita que inspirou o melhor disco do Tim Maia na década de 70 ainda existe! Os caras alegam que Tim deixou a Cultura Racional por influência negativa de sua banda e depois de exigir (e não conseguir) os direitos autorais dos livros escritos por Manuel, “o maior homem do mundo”.

doençasDoenças de Pele do Cão e do Gato – Diagnóstico Clínico e Histopatológico –para amantes de bichinhos. Rica e fofamente ilustrado. Outra boa dica é o Guia Prático – Para Coleta e Interpretação de Exames Laboratoriais em Cães e Gatos.

Espiritismo e ecologia – o jornalista André Trigueiro prova que abraçar uma árvore não é apenas pansexualismo. É notório o crescimento das editoras espíritas que, de stands escondidos e escuros, veem evoluindo a cada encarnação, digo, Bienal, e hoje ocupam grandes espaços da feira. Agora só falta promover tardes de autógrafos com médiuns psicografando autores que já passaram desta para melhor.

Papai, mamãe, sou gay! – Se você, moça, adora ler os livros da Vange Leonel, ou se você, meu rapaz, amou a peça de teatro da Clarisse Lispector, esse livro pode ajudar a preparar os seus pais para a verdade, se é que eles já não repararam.

velasA magia divina das velas – seria o primeiro livro que eu leria caso precisasse do anterior.

Vela já editou um livro. E quase se arrependeu

Anúncios

4 ideias sobre “A imunização na Bienal

  1. Cafeina

    Aproveito os classificados para anunciar material a ser publicado. Escolha o tema e faço seu livro. Preço fechado. Abro mão dos direitos autorais. Sou quase um Zé Moleza editorial.

    obs: eu tenho o A magia divina das velas e já adianto que há controvérsias.

    Resposta
  2. regis

    “Também é de se louvar o esforço dos microminieditores, que comprometem todo o orçamento do ano ocupando minúsculos espaços nas beiradas da feira e são solenemente ignorados pelo público.” a melhor parte.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s